DÚVIDAS, COMBATENTE?
Atualizando carrinho ...
Seu carrinho está vazio... Ao adicionar produtos ao carrinho eles aparecerão aqui :)
Carrinho de compras
DÚVIDAS, COMBATENTE?
CUPOM 5% DE DESCONTO PARA PRIMEIRA COMPRA NA LOJA: PRIMEIRACOMPRA
15/08/2020

Guia completo sobre o Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC)

Guia completo sobre o Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC)

Fortuna Audaces Sequitur, ou “A sorte acompanha os audazes!” – esse é o lema do Grupamento de Mergulhadores de Combate. Um lema que, aliás, se ajusta perfeitamente à reputação de um dos grupos mais aguerridos das Forças Armadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Localizado na Ilha de Mocanguê (Niterói, RJ), o GRUMEC é uma unidade de mergulhadores da Marinha brasileira. Tanto pelo treinamento quanto pela doutrina, esse grupo é frequentemente comparado a forças especiais internacionais. Por exemplo:

  • os Navy SEALs, dos Estados Unidos;

  • o Special Boat Service, britânico;

  • o Sayeret Matkal, israelense;

  • e o Naval Commandos, da França.

Alguns dos treinamentos são, inclusive, feitos em parceria com os SEALs. Nessas ocasiões, os combatentes podem praticar tiro, técnicas de combate em diversos ambientes, saltos de aviões e helicópteros, entre outros.

Quer saber tudo sobre esse grupo de elite da Marinha do Brasil? Continue lendo este texto!

 

O que é o GRUMEC?

Como mencionamos acima, trata-se de uma unidade de mergulhadores da Marinha brasileira. Ok, mas qual é de fato a diferença desse grupo para os outros Oficiais da Força? Quanto aos Oficiais regulares, a grande diferença é que os integrantes do GRUMEC participam de operações especiais.

Isso significa que o grupo atua em áreas litorâneas/costeiras e ribeirinhas – ar, terra e mar –, em missões de reconhecimento, sabotagem e destruição de alvos estratégicos.

Além de terem participado de missões no Haiti e no Líbano, seus integrantes foram expedidos também para outras operações:

  • da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN);

  • da Organização das Nações Unidas (ONU);

  • no Rio+20;

  • na Copa das Confederações de 2013;

  • na Copa do Mundo de 2014;

  • e nas Olimpíadas de 2016.

Nestes últimos eventos, o papel da força especial foi basicamente reconhecimento, vigilância e contraterrorismo – em parceria com outros órgãos de segurança, como as Polícias Federal, Militar e Civil.

 

Histórico

Em 1964, dois Oficiais e dois Praças brasileiros haviam concluído o curso da Underwater Demolition Team, uma força de elite da Marinha dos Estados Unidos, e sentiram a necessidade de criar um grupo semelhante no Brasil. Por isso, o treinamento do GRUMEC envolve técnicas francesas e norte-americanas, enfatizando tanto as operações de mergulho quanto as terrestres.

Só em 1970, porém, foi implementada a Divisão de Mergulhadores de Combate. E em 1971 houve a adesão de mais dois Oficiais e três Praças habilitados pela Marinha francesa. O grupamento foi oficializado somente em 1997, por meio de uma Portaria do antigo Ministério da Marinha, e ativado em março de 1998. Ainda hoje, é subordinado ao Comando da Força de Submarinos.

 

GRUMEC ou COMANF: como distinguir mergulhadores de combate e fuzileiros navais?

Você já ouviu falar no COMANF? A verdadeira denominação desse grupo é “Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais”, mas ele é mais conhecido como Comandos Anfíbios.

O COMANF é outro grupamento especial da Marinha do Brasil. Por isso, muitas pessoas que não têm familiaridade com a estrutura das Forças Armadas o confundem com o GRUMEC. Mas há duas distinções significativas entre os dois efetivos.

Em primeiro lugar, como o nome já indica, os Comandos Anfíbios participam de operações anfíbias – ou seja, do mar para a terra.

Além disso, os membros do COMANF fazem parte do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha. Por essa razão, não podem integrar o GRUMEC – afinal, os mergulhadores de combate devem vir do Corpo da Armada.

 

E os Comandos?

Esse é outro grupamento que acaba confundindo quem não tem tanto conhecimento sobre a organização das Forças Armadas brasileiras. Inclusive, a própria semelhança entre os nomes pode causar essa confusão.

Entretanto, “Comandos” é a designação dada ao 1o Batalhão de Ações de Comandos (ou 1o BAC). Trata-se aqui de outra força de elite, mas dessa vez não há relação direta com a Marinha. Na verdade, os Comandos são um grupamento especial do Exército brasileiro.

 

 

O que faz o GRUMEC?

O Grupamento de Mergulhadores de Combate pode participar de diversas missões. Os mergulhadores atuam em operações de:

  • coleta de dados de inteligência;

  • infiltração de agentes;

  • captura de inimigos;

  • resgate de prisioneiros;

  • sabotagem de navios;

  • e dinamitação de obstáculos submersos.

Também são indispensáveis na recuperação de navios e de plataformas de petróleo tomados pelos inimigos, sem falar no reconhecimento de áreas, na prevenção e na eliminação do contrabando de armas.

Além disso, o grupamento pode desativar artefatos explosivos, bem como implantá-los em embarcações inimigas.

Essas, é claro, são apenas algumas das operações das quais os mergulhadores podem fazer parte. E elas geralmente acontecem em situações de extremo desconforto e condições psicológicas adversas – frio, sono escasso, cansaço e racionamento de mantimentos e água.

Por essa razão, o treinamento para integrar o GRUMEC é um dos mais difíceis e intensivos das Forças Armadas. A cada 20 inscritos, aproximadamente seis o concluem, sendo que em algumas edições nenhum candidato se formou.

 

Treinamento

 

Além dos equipamentos de mergulho, os combatentes são treinados para utilizar:

  • paraquedas;

  • embarcações insufláveis;

  • lanchas;

  • caiaques;

  • veículos submersíveis;

  • armamentos e explosivos.

Também são habilitados em:

  • técnicas de combate;

  • técnicas de mergulho tático-operacional;

  • técnicas de demolição;

  • inteligência militar;

  • sistemas de comunicação;

  • e uso de táticas para guerras irregulares (terrorismo, guerrilha, insurreição, movimentos de resistência, insurgência, entre outras).

O treinamento do Grupamento de Mergulhadores de Combate dura 45 semanas. Só a fase zero, dedicada à preparação física dos alunos, corresponde a oito semanas. Essa preparação inclui resistência, capacidade cardiorrespiratória e fortalecimento muscular, entre outras habilidades.

 

GERR-MEC

Dentro desse grupamento, existe o Grupo Especial de Retomada e Resgate (GERR-MEC), responsável por recuperar navios, instalações marítimas e plataformas de petróleo.

Também trabalha com o resgate de reféns feitos por terroristas ou outros tipos de criminosos. Após a descoberta do pré-sal brasileiro, o grupo de elite se expandiu. Para se tornar um integrante do GERR, é necessário ser um mergulhador de combate há pelo menos dois anos.

 

Como ingressar no GRUMEC? Quem pode se candidatar?

Mesmo entre os Oficiais da Marinha, não são todos os que podem ingressar no grupamento. É necessário integrar o Corpo da Armada ou o Quadro Complementar da Armada. Por esse motivo, como mencionamos, os fuzileiros navais não fazem parte do GRUMEC.

Assim, ao prestar concurso para ingressar na Marinha, é necessário atentar ao Corpo para o qual você está se candidatando.

Além disso, outros dois requisitos são: ter menos de 30 anos e ser do sexo masculino. Ou seja, mulheres não são permitidas no grupo. E é importante informar: Marinheiros não podem se inscrever no curso do grupamento. É necessário chegar pelo menos à patente de Cabo.

 

Informações adicionais

Quantos mergulhadores de combate há no Brasil?

A identidade dos mergulhadores é confidencial. Eles são chamados pela sigla “MEC” seguida do respectivo número do integrante do grupo. Da mesma forma, o efetivo do grupamento também é confidencial.

 

Qual é o salário?

Ingressar no GRUMEC significa receber uma gratificação de 20% na remuneração da patente.

 

Qual é o símbolo/distintivo do grupo?

O símbolo do Grupamento de Mergulhadores de Combate é uma âncora alada com um tubarão à frente.

 

Oração do mergulhador de combate

Permita, meu Deus,

Que nesta noite não haja lua,

Mas sim tormenta, caos e trevas.

Que a chuva e o mar nos tomem em seus braços

E nos protejam.

Permita, meu Deus,

Que não vacile frente ao perigo.

E que o medo me torne forte

E corrompa os fracos,

Pois seu sangue logo será derramado.

Permita, meu Deus,

Que todos aqueles

Que um dia ousaram forjar

Os tubarões de metal no peito

Perpetuem a honra e a lealdade

Daqueles que são quase perfeitos

E dos que um dia virão a ser.

Permita, meu Deus,

Que sempre retorne à minha pátria

Com a vitória em meus braços.

Pois, sempre que ela precisar,

Em qualquer dia e em qualquer lugar,

A morte surgirá das profundezas do mar

Na forma de um Mergulhador de Combate!

Fortuna Audaces Sequitur!

 

 


 

  • A partir de: R$ 72,00
    Comprar

    Lenço Tático Shemagh

    Encontre aqui Lenço Shemagh para atividades táticas, esportivas e prática de airsoft ou paintball. Compre online hoje no boleto ou cartão de crédito SEM JUROS! Entrega para todo o Brasil.

  • Por: R$ 25,90
    Comprar

    Patch Emborrachado São Paulo Colorido C/Velcro®

    Encontre aqui Patch Emborrachado São Paulo Colorido para atividades táticas, esportivas e prática de airsoft ou paintball. Compre online hoje no boleto ou cartão de crédito SEM JUROS! Entrega para todo o Brasil.

  • A partir de: R$ 289,90
    Comprar

    Combat Shirt Safo Militar Multicam

    Encontre aqui Combat Shirt Safo Militar Multicam para atividades táticas, esportivas e prática de airsoft ou paintball. Compre online hoje no boleto ou cartão de crédito SEM JUROS! Entrega para todo o Brasil.

  • A partir de: R$ 19,90
    Comprar

    Lanterna Tática BRForce Canis 50 Lúmens

    Encontre aqui Lanterna Tática BRForce Canis 50 Lúmens para atividades táticas, esportivas e prática de airsoft ou paintball. Compre online hoje no boleto ou cartão de crédito SEM JUROS! Entrega para todo o Brasil.